Como Evitar Bolhas nos Pés ao Usar Sapatos

Quem já teve bolhas nos pés sabe como elas podem ser dolorosas e incômodas. Essas bolhas são a forma que o organismo responde ao que ele entende como uma agressão. Quando acontece um atrito constante numa região (em geral pelos sapatos) o sistema imunológico começa a trabalhar na sua resposta.

Sendo assim tudo o que fica raspando a pele acaba por machuca-la criando as famigeradas bolhas. A seguir vamos explicar um pouco melhor como se formam as bolhas e de que maneira evita-las e cuidar delas. Lembre-se que o sapato perfeito é aquele que não machuca os seus pés!

Como se Formam as Bolhas nos Pés

Tudo começa com um atrito na superfície dos pés, esse atrito pode ser causado por um sapato muito apertado, por exemplo. A pele se irrita e começa um tipo de deslocamento entre duas das camadas da pele, a epiderme e a derme. Isso funciona como um alarme para o sistema imunológico e o cérebro logo dá a ordem para que seja elevado o fluxo de sangue na área afeta e os vasos então se dilatam de maneira a extravasar a parte transparente do sangue.

Esse líquido vai se acumulando entre a epiderme que é a camada mais superficial da pele e a derme que está localizada imediatamente abaixo. Assim se forma a bolha a partir desse líquido (parte transparente do sangue) em que estão mergulhadas as células inflamatórias que tem como função defender o corpo dos agentes que tenta invadi-lo como as bactérias que surgem na área machucada.

Bolha de Defesa

Dessa forma concluímos que o principal objetivo desse líquido é evitar infecções, basicamente a bolha é uma maneira de evitar que as bactérias piorem o ferimento. Porém, se mesmo com essa proteção as bactérias atacarem o organismo reage enviando mais glóbulos brancos (células de defesa). Esses glóbulos agiram no ferimento para que ele não fique pior e ainda irão combater as bactérias e outros agentes invasores que possam entrar no machucado.

Como Evitar Bolhas nos Pés

As bolhas são o resultado do atrito e em geral os dedos acabam sofrendo mais atrito quando os pés estão molhados, sujos ou quentes. Sendo assim a principal dica que podemos dar para evitar as bolhas é reduzir o atrito e manter os seus pés sempre limpos, secos e arejados.

O Calçado

Normalmente as pessoas que mais sofrem com as bolhas são aquelas que escolhem os calçados errados. Na hora de escolher um calçado observe se existe espaço entre o calçado e as extremidades dos seus dedos. Fuja de calçados que tem pontos de atrito, basicamente aqueles que ficam pegando onde não devem. Antes de usar um calçado por longas horas tenha certeza de que o amaciou bem.

As Meias

Além do calçado também é importante fica atento a escolha das meias. Se for possível você pode usar dois pares de meia com o objetivo de diminuir o atrito. Você também pode usar meias de polipropileno ou então de outro material sintético que ajude a diminuir a umidade.

Não use as meias sem calcanhar porque elas não se ajustam aos pés e ainda podem acabar criando atrito. Tente não usar meias de algodão já que esse tecido segura a umidade e também é um tecido muito abrasivo. Não use meias furadas, pois o buraco na meia pode causar atrito.

Para as mulheres a dica é usar meias de nylon que reduzem o atrito nos pés. É possível reforçar ainda a proteção dos pés usando meias grossas sobre a meia de nylon para evitar que comecem a desfiar.

Resistência da Pele

Outra forma de evitara o aparecimento de bolhas é deixar a pele mais resistente. Você pode fazer isso massageando os pés com óleo de benjoim, assim sua pele ficará mais curtida. Se possível ande descalço na sua casa ou mesmo em áreas externas que sejam seguras para deixar a sola dos seus pés mais grossas. Algumas pessoas usam álcool para deixar a pele dos pés mais resistente.

Fuja do Atrito

  • Uma maneira de evitar o atrito nos pés é usar um pouco de lubrificante, a vaselina é uma ótima opção.
  • Mantenha os seus pés secos usando amido de milho, maisena ou talco. Quando sentir que as meias estão ficando úmidas troque-as.
  • Outra forma de evitar o atrito é usar um esparadrapo, bandagens elásticas ou proteções de silicones sobre as áreas em que as bolhas podem ser formadas.

Tratamento de Bolhas

Primeiro Passo – Comece lavando a região com sabonete neutro e água morna. Em seguida aplique um spray antisséptico.

Segundo Passo – Após limpar a região avalie a situação para decidir se deve estourar ou não a bolha. Nos casos em que a bolha não atrapalha o seu caminhar e não está doendo é mais indicado deixar que ela sare sozinha. Contudo, se a bolha estiver incomodando não há como não estourá-la.

Para isso você deve secar a área da bolha e depois deve estourar a mesma retirando todo o líquido de dentro dela. Para estourar você deve começar esterilizando a agulha com água fervente ou então comprando uma agulha já esterilizada na farmácia.

Terceiro Passo – Para estourar a bolha você deverá inserir a agulha na parte lateral da base da bolha e conforme o líquido de dentro for saindo vá limpando com um papel absorvente ou então com uma gaze esterilizada. É muito importante que você não arranque a pele solta que ficará depois de a bolha estar estourada. Quando você arranca a pele pode estar abrindo a porta para várias infecções.

Quarto Passo – Para completar o processo será necessário fazer assepsia da mesma. Para isso você deve aplicar Merthiolate ou então um spray antisséptico na área da bolha que agora é uma ferida aberta e que está suscetível a infecções.

Quinto Passo – A área deverá ser protegida, para isso use uma gaze com esparadrapo ou um band-aid.

Sexto Passo – A área deve receber ar fresco, quando puder deixe a área afetada respirando um pouco sem os curativos.

Sétimo Passo – Cuidado para não agravar o problema, se não houver jeito e você precisar continuar se exercitando e causando atrito a área da bolha lembre-se de aplicar um antisséptico à base de iodo e mantenha a bolha coberta com um esparadrapo com gaze e óxido de zinco.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Sapatos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *