Como Escolher o Modelo de Sutiã

Você acha que qualquer modelo de sutiã é adequado? Se a sua resposta é positiva, leia com atenção o artigo a seguir, feito com base em dicas de especialistas. Na verdade, nem todo sutiã é recomendado e existe um modo correto de fazer a escolha da melhor peça.

Como Escolher o Modelo de Sutiã

Como Escolher o Modelo de Sutiã

Como escolher o modelo de sutiã na hora da compra é de extrema importância para levar para casa uma peça que realmente atenda as suas necessidades. Diferente de uma saia ou short, o sutiã tem o objetivo de proteger os seios, acima de tudo e também, valorizar as características deles.

Em linhas gerais, o sutiã deve ser considerado ideal se ele unir a sustenção da mama e ficar justo no corpo.

A seguir, anote as dicas dos especialistas.

Dicas Para Escolher o Sutiã Ideal

Dicas de especialistas para você escolher o sutiã ideal, que atenda as duas necessidades básicas, perfeito para o seu biotipo e que faça a sustentação dos seios.

O que é necessário observar na hora da compra:

  • Depois de vestir o sutiã, inicie pelas costas, as alças devem ficar paralelas ou em alguns modelos, formar um “V”.
  • Não está bom, caso você perceba que mesmo formando o “V” estão muito distantes uma da outra, o que significa que o sutiã está apertado ou as alças são curtas demais. Neste caso, veja se tem como ajustar, caso o contrário, tente um outro modelo.
  • A parte que junta um lado do outro do sutiã é considerado o centro da peça, deve estar sempre junto ddo corpo. Não pode existir espaço entre o sutiã e o corpo. Caso você faça essa observação é porque a peça é pequena para o seu tamanho, experimente um maior.
  • As alças largas dão mais suporte para os seios. No caso de pessoas que vestiam de 46 para cima, são recomendadas. Sobre elas, observe que ela nunca deve pressionar o corpo, como por exemplo, parecer que está “cortando” a pele dos ombros.
  • Sobre a copa do sutiã ela deve ser perfeita para acomodar os seios, ajustando-os, porém, sem criar atritos na parte de baixo deles.
  • Considere o sutiã ideal aquele cuja copa é ligeiramente modelada. Pensse também na costura, que seja reforçada para garantir o suporte que ele deve dar aos seios.
  • As armações dos sutiãs sejam elas de plástico ou metal têm função importante no formato da peça. Graças e elas que os seios ganham susteção e aliviam a tensão que naturalmente as alças sofrem.
  • É importante ter certeza de que o sutiã ficou bem ajustado ao seu seio, para evitar que ele não só não os proteja, como acabe machucando a pele dos mesmos.
  • O fecho que fica na parte de trás deve estar ajustado nas costas. Caso ele fique saindo do lugar é porque a peça é grnade demais. Caso esteja apertado é porque você precisa de um número maior.

Sobre a Qualidade do Sutiã

Não basta observar todas as dicas que foram dadas anteriormente pelos especialistas se você também não tem atenção a qualidade do sutiã. Aliás, sobre o tamanho das peças, segundo a coordenação do Centro de Reabilitação do Instituto Affonso Ferreira, 70% das mulheres brasileiras usam peças com o tamanho que não é o ideal.

Os especialistas alertam que o sutiã no tamanho certo é que garante que da forma que foi pensado de fato proteja os seios, dê a sustentação que se espera.

A pressão descendente que a mulher sente nos ombros que faz um sutiã significa que eles está apertado. E quando ele não é adequado no tamanho, ele não consegue reduzir o balanço das mamas e nem dá a sustentação necessária. No caso da peça apertada, ela faz mal aos seios, em primeiro lugar.

É comum que se diga por aí que sutiã bom mesmo custa muito e por isso, as mulheres quando adquirem essa peça de qualidade demoram para substituí-la. Porém, mesmo que ele seja de alta qualidade, com um tempo, a lavagem faz com que peça se deforme e isso é natural, porém, é necessário fazer a troca.

Se o sutiã será ideal por uns meses ou anos dependerá da qualidade da peça que você escolheu, o que é certo é que a partir de determinado período, ele passará a ser um problema e deverá ser trocado.

Mulheres Com Seios Grandes

As mulheres com seios fartos são as que devem ter mais cuidado ao adquirir um sutiã. Uma dor nas costas, por exemplo, pode ser um reflexo de que os seios não estão sendo bem sustentados e está sendo feita uma pressão no centro de gravidade do tronco para frente. O que não quer dizer que todo problema de dores nas costas estão relacionados com o tamanho dos seios e o uso do sutiã errado. Em casos mais graves, as mulheres se veem obrigadas a reduzir os seios para evitar o problema na coluna.

Apesar da unanimidade em relação ao uso do sutiã correto, os médicos afirmam que alguns problemas podem ser doenças das mamas, o que não tem nada a ver com o uso da peça errada. Problemas como câncer de mama e cistos.

Mas, nem todas as mulheres usam sutiã e foram feitas pesquisas comparando as que usam e as que não em relação ao câncer de mama. A conclusão é que mulheres que não usam a peça têm o mesmo percentual de desenvolver o câncer de mama do que os homens, que também podem ter a doença, em menor escala nos atingidos. A proporção é de 1 em cada mil homens tem câncer de mama, o mesmo índice se repete para mulheres que não usam sutiãs.

De acoroco com essa pesquisa, poderíamos concluir que os sutiãs, na verdade, são vilões. Não é bem por aí, mas, os pesquisadores dizem que sutiã altera a forma dos seios e mesmo quando a peça é do tamanho ideal está exercendo pressão no tecido mamário. Sendo assim, o sutiã estaria interferindo na circulação do local. Porém, o estudo sobre os malefícios do sutiã ainda está sendo aprofundado e alguns médicos arriscam a diminuir a sua importância, afirmando, que se ele estivesse correto, a grande maioria das mulheres teria câncer de mama. Uma vez que boa parte das mulheres usam sutiã.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Acessórios

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *