Calçados com Tiras: Como Usar

Você viu uma famosa na televisão usando, uma amiga, ou qualquer outra pessoa por ai desfilando com um calçado de tiras que muito te interessou. Foi uma paixão a primeira vista e você não vê a hora de ter a sua e sair por ai ganhando elogios e despertando a inveja das outras mulheres.

Certa vez você teve a sorte de ganhar uma sandália de tiras de presente ou enfim encontrou a venda um que te interessava e resolveu comprar, (afinal era seu sonho de consumo e você não perderia essa oportunidade). Mas o que você não esperava era que não ia saber como usar esse artigo no dia-a-dia.

Provavelmente você se identificou com alguns dos casos acima citados, que tal aprender a entrar na moda e sair desfilando sua sandália de tiras pelas ruas de sua cidade?

As Famosas Sandálias de Tiras

Os calçados com tiras, em especial as sandálias é uma das protagonistas desse tipo de novela. Onde aparece como item diferenciado e apaixonante, mas depois acaba sendo uma vilã e amedrontando aquelas que querem usar, mas tem medo de arriscar no diferente, errar na aposta e ser tachada como brega, vulgar, ou outros adjetivos desfavoráveis.

Mas chega de deixar esse calçado guardado e mofando, pois é hora de você criar coragem e arriscar nas combinações ousadas que esse item proporciona. Mas caso você não tenha muita habilidade com isso, veja as dicas a seguir que irão lhe ajudar:

Dicas de Como Usar

Rasteirinhas com tiras no tornozelo: elas são peças super básicas, mas suficientemente capazes de finalizar qualquer boa produção, portanto que seja um evento diurno. Use-as com longos vestidos, saias, shorts, e qualquer outra peça mais informal.

Sandálias com tiras: O fato de permitirem que parte do pé fique exposto faz desse calçado um dos mais sensuais dessa lista. E para tirar proveito você pode optar por usá-la em ocasiões formais que exijam looks mais formulados que o habitual como em casamentos, formaturas, solenidades, reuniões de grandes negócios. Os vestidos sociais, curtos ou longos, calça curta ou com barra dobrada, que  permita o tornozelo ser visto também fica bem com esse tipo de calçado.

“Botinhas” com tiras: São uma espécie de gladiadoras até o tornozelo e com salto e que lembram as Ankle boots, famosas no inverno. Esse é um modelo de fácil combinação já que combina com a maioria dos tipos de roupa: Shorts, vestidos e saias fluidas, ou modelo lápis de tamanho acima dos joelhos.

Para as mais altas a dica é marcar a cintura e deixar as pernas a amostra mesmo que elas pareçam mais finas que o habitual, pois é inevitável já que o tornozelo é sim a parte mais fina da perna e o sapato fechado tende a evidenciar isso. Já para as mais desprovidas de altura, as baixinhas, uma boa saída é usar o calçado junto a uma calça justa e que combine com seu tipo físico e que os dois tenham a mesma cor, ou proximidade de tons, para criar o efeito de alongamento.

Gladiadoras: Quando elas são longas, dando a lembrança de bota e não possui salto, elas devem ser usadas com peças de roupas mais curtas como shorts, vestidinhos e outras que deixem as pernas à mostra, pois do contrário a proximidade da roupa com a sandália tornará as pernas visualmente curtas.

Já as gladiadoras mais curtas, porém ainda sem salto, podem ser usados com peças mais amplas desde que permitam que a sandália fique à mostra e/ou não ofusque a sua contribuição no look, pelo excesso de informações, uma boa sugestão nesse caso são os vestidos e saias com bordas assimétricas, como a mullet. Enquanto isso as sandálias do tipo gladiadoras com salto são ótimas para as mulheres de menor estatura, mas que gostam desse tipo de calçado.

É importante apenas o bom senso nas combinações para não cair no estilo vulgar. Considerando que a gladiadora é naturalmente um calçado tendencioso a sensualidade, e o acréscimo do salto torna a intenção ainda mais intensa. Então se vista com roupas comportadas e evite as cores chamativas também no próprio calçado.

Sapatos com tiras no tornozelo: Esse é um modelo muito popular, trata-se de um sapato fechado, geralmente é de couro ou revestido de cetim e deixa exposta a “barriga do pé”. Sua(s) fivela(s) está em tiras fixadas no sapato só que na altura do tornozelo. Esse modelo de calçado é o mais formal entre os citados anteriormente e são ótimos itens nos looks com blazer, conjuntinho estilo secretária, vestidos em modelo tubinho, etc.

De modo geral, esses calçados são muito femininos e usados geralmente para chamar a atenção para os pés, aproveitando e disfarçando também alguns indesejáveis incômodos como tornozelo fino ou grosso.

O bom é que eles também combinam com muitos tipos de mulheres, sejam elas magras, gordas, baixas ou altas. O segredo, porém, está na quantidade de tiras e na largura delas.

Por exemplo: As sandálias do tipo rasteirinha apesar de poderem ser usadas por qualquer biótipo, e combinar com varias composições de roupa deve ter preferivelmente tiras de aproximadamente 1,5 cm para as mulheres que desejam um efeito de perna mais grossa, quanto mais tiras proporcionais melhor o efeito. Já uma sandália com apenas uma tira fina, para as mulheres que estão satisfeitas com seus tornozelos, é o suficiente.

Outro cuidado a ser tomado é relacionado ao excesso, onde a quantidade de tiras largas deixam a perna visualmente mais grossa do que é, e tende a encurtar as pernas. Por isso nada de comprar um calçado de tiras sem antes provar, avaliar cuidadosamente se realmente combina com você para só então adquirir.

Mas certamente você não ficará frustrado, pois existe uma infinidade de opções no mercado, que fazem as mulheres enlouquecerem quando estão dispostas a gastar.

Lembre-se: o bom senso é o melhor conselheiro na hora de comprar uma sandália com tiras, obviamente elas combinam com quase todos os tipos de pessoas, no entanto, a forma que sejam usadas é que não combinam, se você ainda tem dúvidas, procure um especialista ou mais dicas para o seu tipo específico!

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Sapatos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *