Roupas Vintage da Alta Costura

Hoje em dia o mercado de moda vive um tempo de rapidez. Mas também não é para menos. As pessoas querem praticidade, roupas bbb (boas, bonitas e baratas), e não suportam serem taxadas de bregas ou ouvirem dizer que não estão na moda. Por isso, muitas pessoas não suportam usar uma roupa velha, fora de moda.

Por outro lado, quem foi que disse pra você que roupa velha (de uma tendência passada) não está na moda? Para os mais desinformados, existe a chamada moda vintage, que nada mais é do que uma peça de tendências passadas ser usada normalmente nos dias atuais.

Outra coisa que mexe muito com as pessoas, principalmente com as mulheres (e com os seus bolsos), são as roupas de alta costura. Qual mulher de poder aquisitivo bom e que vive na hi-society não quer ter várias e várias roupas da alta costura?

Estamos usando termos que você não conhece? Pois vamos dar uma breve explicada para você.

A Moda Vintage

Existe um termo que é muito usado pelos profissionais e apaixonados por moda que expressa a moda antiga. Essa moda antiga é chamada de moda vintage. Mas não é qualquer moda “velha” que pode ser considerada vintage. Existem dois tipos de moda antiga: as peças atuais que foram inspiradas em tendências antigas e as próprias peças antigas que são usadas atualmente, como se tivessem sido compradas ontem!

As peças atuais que são inspiradas em tendências antigas recebem o nome de peças vanguardas. Já as peças antigas que são usadas nos dias de hoje são chamada de peças vintage. Muitas pessoas se desfazem de suas peças logo quando uma tendência acaba, o que pode dar um arrependimento para elas já que a tendência pode voltar e, se a peça estiver em um bom estado, você pode usar a peça, abusando do vintage.

A Alta Costura

A alta costura nada mais é do que a moda mais requintada, mais desejada, mais cobiçada entre 10 de 10 mulheres. A alta costura é aquela roupa única, feita, muitas vezes, sob medida para a cliente. E por tantos detalhes no processo da confecção da peça, a roupa chega a ser caríssima, muitas vezes com um preço impagável.

Não é porque uma marca vende uma peça a um preço muito alto que ela é considerada uma marca de alta costura. São poucas as marcas de alta costura, já que existem algumas regras para uma marca ser considerada de alta costura.

Regras Para ser da Alta Costura

Para uma marca ser considerada de alta costura, ela deve seguir algumas regras, sendo algumas delas:

  • A sua fábrica ser em Paris.
  • A sua loja principal se localizar em um certo local de Paris.
  • A marca ter um perfume com o seu nome.
  • Ter duas coleções (no mínimo) por ano.
  • Entre outras regras.

Para uma loja, ser de alta costura significa estar no topo da moda, lançando tendências, modelos, estilistas, lançando moda. Uma marca de alta costura lança tendências duradouras que todas as outras marcas querem imitar e copiar. Inclusive, até (e principalmente) as marcas de alta costura tem muitas peças de roupa vintage.

Roupas Vintage de Alta Costura

Para ter uma roupa de alta costura no estilo vintage, muitas pessoas compram a roupa na estação atual e esperam passar algumas estações, anos e talvez até décadas para que aquela peça (que se conservou, já que é uma peça de material bom e foi guardada com todos os cuidados) se torne vintage.

Por outro lado, existem as pessoas que tem um bom olho e conseguem encontrar peças de alta costura em brechós ou em algum bazar. Mas afinal, qual a vantagem de se ter uma peça de alta costura, mas que é vintage?

Por que ter uma Peça Vintage de Alta Costura?

Querendo ou não, uma peça de alta costura apenas ganha valor com o passar do tempo. Não apenas por ser de alta costura, da marca x ou y, mas porque as peças de alta costura são muito bem trabalhadas, em termos de beleza e qualidade, programadas para durarem anos e anos (isso também justifica o valor pago na peça). Por isso, muitas mulheres não tem medo de arriscar ao comprar uma peça de alta costura, seja ela atualmente vintage ou da tendência atual.

Dicas Para Comprar uma Peça Vintage

Caso você tenha despertado o interesse em comprar uma peça vintage de alta costura, não há muitos segredos. Para falar a verdade, você deve apenas prestar atenção no produto que você está adquirindo, assim como em qualquer outra peça de roupa.

Se você conhecer a peça e o design que fez a peça é melhor ainda, isso evita que você seja enganado no ato da compra. Quando encontrar a peça desejada, observe se a costura está ok, se o tecido não tem furos (com o passar do tempo e guardada, mesmo sem o uso da roupa, os ácaros podem causar isso à roupa).

Observe também se detalhes da roupa estão em perfeito estado: lantejoulas, canutilhos, bordados, strass, spikes, botões, enfim, qualquer detalhe da peça. Cheire a peça: veja se ela não está com mau cheiro, como mofo, ou coisa do tipo. Observe também se a peça não está com manchas. Algumas manchas não podem ser tiradas na lavagem, e a compra da peça pode ser um fiasco.

Ter uma roupa vintage não é sinal de que você gosta de coisas antiquadas ou coisa do tipo. Uma roupa vintage é sinal de que ela entrou para a história da moda, tanto que ela pode ser usada nos dias atuais, assim como um dia foi usada há 20 ou 30 anos atrás. Para não errar ao adquirir uma peça vintage de alta costura, invista naquelas peças que marcaram a moda e a história, como o tailleur de Coco Chanel e o New Look de Christian Dior. Essas peças são básicas e fizeram história.

São bonitas e podem, muito bem, serem usadas normalmente nos dias de hoje. Você também pode apostar no terninho de Yves Saint Laurent, ou nos vestidos belíssimos de todas as marcas que compõem a alta costura. Misture as peças vintages com as atuais e, principalmente, use o seu estilo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Roupas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *