O Fast Fashion da H&M Assinado Por Alber Elbaz da Lanvin

O mundo da moda está mudando, e dessa vez não se trata de uma mutação parcial ou simplesmente de uma releitura do passado. O comportamento de quem consume roupas e acessórios está se adequando a uma nova era, onde quem reina são as lojas classificadas como “fast fashion”.

H&M e Zara não são mais para as classes com menos recursos, elas também fazem parte do guarda-roupa de quem veste Giorgio Armani e estão nas páginas da Vogue. Uma das explicações para o fenômeno é o conceito de moda atual, “estar na moda é ter personalidade e estilo”, por isso, o sucesso das chamadas “it girls”. Essas garotas sabem como criar um look único sem deixar de seguir as tendências apresentadas nas principais passarelas do mundo fashion.

Marcas, Estilo e Moda

Marcas, Estilo e Moda

Outro fator que confirma o sucesso do “fast fashion” é a parceria desse tipo de loja com grandes nomes do mundo da moda, como vem fazendo a rede H&M. Um dos mais badalados encontros foi entre H&M e Alber Elbaz, o diretor criativo da casa de moda francesa Lanvin. Ele criou uma coleção especialmente para as clientes da rede sueca, que chegou a cerca de 200 lojas espalhadas pelo mundo.

A Coleção Assinada Por Alber Elbaz para H&M

A coleção que o diretor criativo da Lanvin, Alber Elbaz criou para H&M não poderia ter outro resultado que não fosse o sucesso total. Ele propôs vestidos curtos com Max estampas florais, vestidos com uma única alça de cores vibrantes ou com mangas “à gigot” ou no estilo bailarina com um grande volume na saia, com o corte balonê. Mas, não faltaram as camisetas de malhas divertidas, com bordados e riqueza de detalhes.

Para completar, Alber Elbaz criou uma versão low cost dos tradicionais sapatos com saltos de joias, além de cintos, bolsas decoradas, óculos de sol e luvas. O que se viu na vitrine da H&M foi exatamente o estilo impresso por Alber Elbaz nas suas criações para Lanvin, principalmente no modelo e no corte das roupas.

Na época do lançamento da coleção de Alber Elbaz para H&M, o estilista declarou que criar a coleção era como voltar à escola e ainda comentou sobre a experiência de ter suas criações no guarda-roupa de tantas pessoas. “Normalmente, o trabalho do estilista é voltado para poucas pessoas, mas com a coleção para a H&M tentamos oferecer o sonho do luxo para um público maior. Foi como voltar ao banco da escola”.

Conheça Um Pouco Mais da Carreira do Estilista Que Desenhou Para H&M

O estilista Alber Elbaz nasceu em Marrocos, no dia 12 de junho de 1961, mas passou boa parte da infância e da adolescência em Tel-Aviv, onde concluiu os estudos de moda. Depois seguiu para os Estados Unidos e em 1987, fazia os primeiros traços em New York, para uma casa de moda de vestidos de noiva. A segunda experiência americana do estilista foi ao lado do outro colega de profissão, Geoffrey Beene, com quem trabalhou durante 7 anos.

Dez anos depois da sua chegada nos Estados Unidos, Alber Elbaz estava enfrentando o seu primeiro grande desafio, mas dessa vez, em território francês. Ele foi convidado pelo então presidente da Guy Laroche, Ralph Tolédano para renovar a grife francesa criada em 1957.

Em 1998, ele foi convidado para trabalhar na casa de moda Yves Saint Laurent por Pierre Bergé, onde assumiu a direção criativa da coleção feminina prêt-à-porter. A parceria durou 3 anos. E em 2001, ele assumiu a direção criativa da Lanvin, se tornando o queridinho da grife e das clientes da casa de moda.

O Sucesso H&M no Mundo e as Parcerias Com Grandes Nomes da Moda

A H&M é uma rede de lojas sueca de roupas e acessórios fundada em 1947. Atualmente, o seu proprietário, Erling Persson, aparece entre os 10 homens mais ricos do mundo. O conceito da H&M é simples, levar para o público com menos poder aquisitivo, as tendências apresentadas nas passarelas mais importantes do mundo.

É uma versão do que foi proposto por grandes nomes da moda, porém muito mais barata e também de qualidade inferior, em relação a tecidos e acabamentos. O que na verdade são praticamente cópias das grandes grifes.

Rede de Lojas Suecas

Rede de Lojas Suecas

A maioria das peças vendidas na H&M é fabricada na China ou em outros países onde o custo da mão de obra é mais barato. O que não é uma exclusividade da rede, atualmente, grifes importantes e que vendem artigos caros, como Diesel, concentram boa parte da produção na China, basta verificar a etiqueta. A verdade é que o método H&M faz com que as lojas não conheçam a palavra crise.

Voltando ao mundo fashion H&M, o sucesso de criar coleções super na moda e com preço mais baixo já era mais do que consagrado, até que surgiu uma nova ideia. Estilistas famosos foram convidados para criarem coleções exclusivas para loja. E foi mais um “golpe” perfeito, as parcerias estão dando muito certo. Para comprar uma peça dessas coleções especiais, só mesmo passando a noite na fila, como aconteceu em praticamente todos os países europeus nas vésperas das vendas.

Confira Quem Já Criou Para As Lojas H&M

As parcerias H&M e estilistas internacionais já ultrapassaram quatro anos e foram responsáveis pela euforia dos consumidores, além de Alber Elbaz da Lanvin (2010), Karl Lagerfeld da Chanel (2004), Stella McCartney (2005), Viktor & Rolf (2006), Roberto Cavalli (2007), Jimmy Choo (2009), Donatella Versace (2011), Marnin (2012), Anna Dello Russo (2012).

A H&M ainda não chegou ao Brasil, a maioria das lojas está concentrada na Europa, nas grandes cidades, como Londres, Milão e Paris. A loja pode ser comparada em termos de preço e qualidade com a C&A. Já as coleções exclusivas elaboradas pelos estilitas convidados custam um pouco mais do que as peças encontradas normalmente nas lojas, são feitas em quantidade limitada e para conseguir levar uma para casa só enfrentando fila e compradores enlouquecidos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Estilistas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *